quinta-feira, 28 de julho de 2016

O que o ferido precisa saber!


                                                            Feridas que matam...

        Uma frase recebida entre tantas que chegam pelas redes sociais me chamou a atenção nesta semana que passou. As palavras me arremeteram o pensamento a alguém. Alguém que sofre e parte deixando um legado de derrotas que faz doer o coração. Resultado de uma vida de escolhas erradas. Ao redor quem assiste a tudo seja de perto ou de longe fica sem palavras pois a dor é grande. O sentimento é que o silêncio perturba menos. Falar o quê? Ajudar como? É tarde para uma mudança de rumo. Humanamente falando não há esperança!
    "A ferida sara, mas o ferido nunca mais será o mesmo." Esse foi o pensamento. Que verdade! Ou crescemos com as nossas lutas e aprendemos a colocar azeite nas nossas feridas ou elas nos matam de forma avassaladora. Matam aos poucos, a míngua... 
      O ferido tem duas escolhas: aprender a conviver com a cicatriz e fazer dela um memorial de aprendizado ou deixar a ferida sempre em carne viva. Não permitir uma cicatrização arrancando cascas todos os dias e ficar olhando o sangue que corre sentindo nisto um prazer mórbido. 
      É certo que ao longo da vida somos feridos. Ninguém escapa. E não são poucas as cicatrizes que se acumulam com o passar dos anos. No entanto, temos que ter nas cicatrizes memoriais de situações que não devem ser repetidas. Sofrimento é para viver e aprender algo. É para crescer. Sofrimentos e erros repetidos são tratados por entendidos como burrice.
    O que o ferido precisa saber. É que ele está apenas ferido e não morto. Um dia a ferida cicatriza, a dor passa e se aprende algo novo. O que o ferido precisa saber é que sem ajuda será impossível vencer. É fundamental pedir e se necessário gritar por socorro! O orgulho e a multidão devem ser ignorados. O mundo espera pela derrota. O mundo torce pela derrota.
   Quem conhece o tamanho da sua dor? Quem viu as suas lágrimas pelas madrugadas? Quem escutou as batidas de seu coração machucado? Os amigos? Os familiares? Nenhum deles estava lá, mas Jesus não te perdeu de vista um segundo sequer. Então, corra para os braços Dele. Ali há conforto. Há respostas e há bálsamo para curar feridas. Ele, só Ele pode te levantar de um leito de dor. Dor física, dor emocional...

Nenhum comentário:

Postar um comentário