segunda-feira, 7 de julho de 2014

Quando fecho os olhos...

                                         
Veja pela fé!

Quando fecho os olhos, vejo o sorriso do Pai. Um sorriso carinhoso para uma filha bebê. Nesses dias em que cometia travessuras em razão de não conhecer um Deus tão magnânimo assim... Havia uma treva mortal mesmo com olhos abertos. A alma estava cansada, mas não sabia o porquê.

Num novo tempo, não mais uma criança, quando fecho os olhos, vejo as lágrimas do mesmo Pai. Agora em momentos que cometo erros que Ele sabe que eu poderia ter vencido... Nos seus olhos observo um banho de lágrimas, mas o semblante é risonho e remete a uma esperança que diz: "Amanhã, você vai conseguir!"

Quando fecho os olhos, vejo um Deus forte com asas poderosas que me cercam em dias difíceis... Dias nevoentos... Dias de inverno rigoroso... Nestes dias, há uma vontade imensa de morrer e na alma um clamor implora para que Ele ponha fim a tudo! A alma continua cansada e ainda não sabe o porquê.

Mas, há socorro bem presente na hora da angústia para quem é filho Dele e quando de novo volto a fechar os olhos, um Jesus Lindo resplandece na escuridão da dor  e no frio da noite Ele se torna o meu calor! Ele é Maravilhoso, um Príncipe da Paz que nunca me deixa só... Ele vem me salvar! Em suas mãos? Uma bandeja de milagres.

De olhos abertos posso não ver a realização dos sonhos do Deus de Abraão, Isaac e Jacó, o Deus de Israel e posso até chorar. Mas, quando fecho os olhos o choro  se vai, a fé se levanta e diz: "Espera só um pouquinho, só um pouquinho mais. O deserto não é a sua sepultura! A mansidão chegará! A paz chegará! A alegria chegará! O domínio próprio chegará! A bondade chegará! A benignidade chegará! A longanimidade chegará! A fidelidade chegará! E o amor? O amor já chegou. É Jesus!"  Aleluia!!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário