terça-feira, 28 de maio de 2013

O inimigo vai voltar!


Temos que vigiar, orar e atacar

         Temos fraquezas, todos nós, sem exceção. Por isso, precisamos sempre buscar a ajuda maravilhosa do Santo Espírito. Ele nos fortalece a cada tropeço e nos ajuda quando clamamos por socorro. O pecado nos derrota, mas a misericórdia de Deus nos coloca de pé e nos dá a vitória de glória em glória. Cada batalha que vencemos, vencemos. No entanto, a guerra continua.
        A guerra não acabou com as batalhas que enfrentamos porque o inimigo vai voltar. Ele não desiste de nós. É como um leão que ruge buscando uma brecha para nos atacar, está sempre à espreita e não terá compaixão. O diabo quer nos roubar, destruir e matar.  Para isso, usa as nossas fraquezas. Ele nunca usará aquilo que já vencemos e que não nos interessa mais ou que talvez nunca nos interessou. O inimigo vai nos atacar com aquilo que ainda não vencemos,  algo que desejamos e que se transforma em ídolo no nosso coração. Pode ser o dinheiro, um amor mal resolvido, bebidas, homens, mulheres...  
     Jesus, que veio para nos dar vida e vida em abundância, nos ordena a atacá-lo sem medo. Jesus já venceu o maligno e com Cristo o vencemos também. Somos mais que vencedores.


      O inimigo pode voltar muitas vezes e voltará com certeza. Somente precisamos resistir aos seus ataques usando a espada do espírito. A palavra de Deus sempre vencerá porque a verdade e as estratégias de guerra estão todas ali. Se você tem a palavra da vitória na sua vida não desista mesmo diante da lógica do mundo. Persevere na verdade de Deus, ataque o inimigo e a bênção se completará.  Não deixe o diabo te vencer trazendo mentiras e medo. O medo e a mentira com aparência de verdade neutralizam a fé.
      Não seja um derrotado na fé e quando o diabo se levantar, se levante também. Quando ele rugir como um leão, ruja mais alto e ele fugirá. Depois vá para debaixo das asas do Altíssimo e descanse até a próxima batalha.
     Nossas lutas só acabarão  na volta de Cristo. Até lá, temos que vigiar, orar e atacar.



Nenhum comentário:

Postar um comentário