terça-feira, 26 de março de 2013

O engano vai mandar muito cristão para o inferno!


Cristão que não busca o colo de Jesus está fadado ao engano!

        Desde sempre Satanás e seus demônios trabalham com o engano. Foi assim no princípio. Eva foi atacada de forma fatal por uma serpente e por esse erro estamos, milhares de anos depois, lutando contra a mesma serpente. No entanto, não precisamos ter medo de nenhuma víbora, de nenhum demônio. Ela pode até picar um crente, mas não pode matar. Pode até enganar uma criança, um jovem, um adulto, mas quando denunciada, o veneno se torna inofensivo. Clamamos por Jesus e o socorro vem. Jesus nos aplica o antídoto da misericórdia e pela graça somos salvos.
        Hoje, ouvi de uma pessoa muito preciosa: "Viver é tão difícil! O diabo não deixa em paz, nem as crianças!" Claro, que respondi com veemência: "Jesus venceu o mundo, venceu o diabo e vamos vencer também! O Senhor estará conosco para sempre. Nunca nos abandonará. " 
          O que precisamos é nos ater a verdade do Pai e vigiar... Tendo a bíblia como base, o que está sendo construído ao nosso redor deve ser julgado com sabedoria. As atividades demoníacas aumentarão com o passar dos anos. O diabo, a serpente, tem pressa e está de olho nos filhos de Deus. Quer minar as nossas forças. Nos tirar dos altos lugares e nos fazer filhos do inferno.
      Nos últimos dias, que já estamos vivendo, a principal arma de Satanás contra o verdadeiro cristão deverá ser o engano. Colocará ao nosso redor falsos amigos, falsos profetas e o pior implantará nas nossas mentes falsas verdades. Falácias que poderão nos mandar para o inferno, lógico, se acreditarmos nelas.
       Quem ama Jesus precisa buscá-lo de todo o coração. E isso, só se consegue conhecendo a Palavra Dele, BUSCANDO INTIMIDADE... Cristão que não conhece as escrituras, que não busca o colo de Jesus, está fadado ao engano. Quem está sempre perto do Pai conhece o seu cheiro, conhece a sua voz... Só se identifica uma pedra falsa quando se conhece a pedra preciosa verdadeira.


Nenhum comentário:

Postar um comentário