segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Torre de vigia



"Por-me-ei na minha torre de vigia, colocar-me-ei na fortaleza e aguardarei para ver o que o Senhor me dirá e que resposta terei à minha queixa”


Estou aqui na minha torre de vigia! Um lugar de fé. Um lugar de espera.
Estou aqui na minha torre de vigia! Deus vai fazer. Vai acontecer!
Estou aqui na minha torre de vigia! Olho ao longe. Procuro por uma nuvem que seja apenas do tamanho da mão de um homem.
Não chove. O sol queima a alma. Castiga. A sede aumenta.

Estou aqui na minha torre de vigia! Olho em volta. Vejo violência.
Violência de palavras, de gestos, de atitudes...
Apelo por uma resposta, aqui na minha torre de vigia.
Há silêncio no céu. O canto dos anjos não escuto.
Minha alma canta. Chora. Às vezes se cala. A resposta não vem!
E eu aqui na minha torre de vigia. Esperando... Esperando... Esperando



Nenhum comentário:

Postar um comentário