segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Jesus diz para você e para mim: "Segue-me!"


Sei que Jesus pode nos perdoar sempre desde que haja verdade sublime na nossa relação com Ele.

Sempre estou ouvindo de amigos que não podem se entregar a Cristo por inteiro por causa de seus muitos pecados. Uns dizem que não podem deixar a cervejinha do fim de semana, outros dizem que ainda não são capazes de se sujeitarem a determinados princípios que Jesus pede para os seus seguidores.
Olho então para os evangelhos, e só vejo Jesus pedindo às pessoas para o seguirem como estão. Não vejo ele falando para Matheus: "Olhe, deixe a bebida, o roubo,  a prostituição e segue-me." Jesus disse apenas: "Segue-me." Jesus também não fez isso com nenhum dos outros discípulos. Nem com Judas Iscariotes que Jesus sabia que futuramente seria um tesoureiro ladrão e o traidor.
Você deve estar se perguntando pelo jovem rico. A ele Jesus pediu que deixasse a sua riqueza e o seguisse. Considero essa passagem, talvez uma das mais tristes da caminhada de Jesus por esta terra. Mesmo reconhecendo Jesus como o Messias, aquele homem rico preferiu servir a Mamon, o deus do dinheiro, a seguir o Rei dos reis. Pense bem, amigo internauta, ele não deixou o dinheiro para seguir uma religião, um pastor ou uma tradição familiar... Ele não quis servir a Jesus! E olha que Jesus reconheceu que ele andava dentro dos princípios das escrituras. Amava a Deus sobre todas as coisas, guardava o sábado, honrava os pais, não roubava, não matava, não adulterava, não cobiçava...
Entendo nessa história que o Pai nos deixou em seu novo testamento, que primeiro, Jesus, como Deus, já sabia que ele não o seguiria por causa do dinheiro e quis dar a ele uma oportunidade de salvação e em segundo lugar aprendo que existirão pessoas que terão um encontro pessoal com Jesus, mas mesmo assim, o rejeitarão. Em seu livre arbítrio escolherão o inferno ao invés do céu.
Jesus não nos pede para deixar os nossos pecados, porque ele sabe que só os deixaremos à medida que andarmos com Ele e o considerarmos a tal ponto que o nosso ser, a nossa alma vai desejar ser como Ele é. E como Jesus é? Jesus é perfeito e santo, santíssimo
Por isso, venha para o evangelho como você está. Jesus não é uma religião a ser seguida. Ele é simplesmente o seu Deus. As mudanças necessárias na sua vida deixem por conta do Mestre. Ele irá endireitar os seus caminhos. Um conselho: Apenas não seja como Judas que andou com Jesus, mas não o recebeu de corpo, alma e espírito. Temos que amar Jesus em espírito e em verdade. Sermos autênticos, verdadeiros diante Dele o tempo todo! Sei que Jesus pode nos perdoar sempre desde que haja verdade sublime na nossa relação com Ele.






Nenhum comentário:

Postar um comentário