domingo, 9 de setembro de 2012

Aprendendo a dar valor as pessoas!

Dizem que a primeira impressão é a que fica. Não acredito nesse dito popular, porque muitas pessoas já chegaram  e me disseram que não simpatizaram comigo à primeira vista, mas que depois descobriram que eu era uma pessoa bacana, algumas chegaram a dizer até bem mais que bacana. Portanto, não se fiem nesta falácia. Uma mentira que parece verdade.
Meu pastor disse algo certa vez que me fez pensar. Explicou que quando uma pessoa fala algo contra alguém  que tem uma história de vida com ele, não se deixa contaminar, porque o que vale é o tempo, é o legado dessa pessoa em relação a ele e não o que o outro diz, talvez até um recém chegado. Penso assim, também. Aprendi com o meu pastor, a primeiro valorizar as pessoas que estão ao meu lado, que tem um história de vida comigo. Não vou acreditar na primeira mentira dita contra alguém que amo e prezo. Não vou aceitar ser envenenada.
Em segundo lugar, aprendo que esse recém chegado também merece ser valorizado. Ele está chegando agora na minha vida, mas precisa ser considerado como um irmão em Cristo! Como considerá-lo? Simplesmente, durante a convivência tentar entendê-lo como ser humano. Descobrir quem realmente ele é. Porque muitas vezes por fora, ele pode parecer não ter grande valor assim, mas por dentro ele pode ser uma pedra preciosa. Pode até estar intercedendo a Deus por mim e eu nem estar sabendo. E se a primeira impressão foi ruim por causa de uma fofoca ou de uma palavra falada de forma indevida, quem sabe até inocentemente, vale a pena dar uma chance.
Jesus deu chance para Judas que o traiu... Deu chances para Pedro... Então, vamos sempre acreditar no ser humano. Deus aposta em mim e eu preciso apostar  no meu próximo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário