sábado, 29 de setembro de 2012

A morte


Não tem algo mais sério do que a morte, porque ela é eterna. 

Hebe Camargo morreu hoje e dizem nas redes sociais que ela deixa um legado para a televisão brasileira, que era uma mulher a frente do seu tempo e muito feliz. Sobre o legado, é só olhar para a sua trajetória artística. Também verdadeiramente era uma mulher a frente do seu tempo. Não podemos negar isso. Garantiu sempre seu espaço num mundo onde o fator idade, ou melhor, muita idade é cruel com quem vive ali. Nunca se deixou abater pelo peso dos anos. Não viveu do passado. Renovou sempre. Andou com o mundo. Ele ia crescendo e ela também.
Agora quanto a felicidade, difícil confirmar, porque só para conhecê-la pessoalmente e olhe lá. Porque muitas pessoas são alegres, mas não são felizes. São uma farsa!  É fato que era uma mulher que ria muito, mas será que não fazia parte do seu show? Tenho dificuldades para acreditar na alegria, na felicidade sem Jesus! Não sou como Vinícius e não acho que rico ri atoa.
Sempre acreditamos na vida. Levantamos e logo pela manhã já estamos nos preparando para as tarefas do dia. A dona de casa começa cedo sua rotina. A mulher que também trabalha fora levanta mais cedo ainda. Ambas, antes de dormir, fizeram planos e continuam a fazê-los ao raiar do sol. Os sonhos, a expectativa para o fim de semana, as compras que precisam ser feitas... Tudo por fazer, por realizar. Com os homens, também a mesma expectativa pelo amanhã. Pelo carro novo, pela viagem, pela promoção no emprego, pelo melhor salário...
As coisas do céu vão sendo deixadas para trás. O verdadeiro tesouro fica esquecido. Não se pensa na morte  e de repente vem a notícia que não se esperava. Um ser querido morreu! As lágrimas são inevitáveis. A tristeza no coração também. Aí, por pelo menos uma semana, se esquece dos planos, dos sonhos e nas orações, há mais agradecimento a Deus do que pedidos. A morte sempre nos pega de surpresa e nos faz mais introspectivos! Entendemos porque Salomão falou sobre ela de forma tão contundente. Ela nos coloca no lugar onde Deus quer?  Será? Ou será que a morte endireita os nossos pensamentos? Não sei. O que sei é que ela nos choca, nos fere e  nos faz sofrer.
Fico pensando na morte sem Cristo. É algo que me faz arrepiar e deixa meu coração com um peso de dor. Hoje, na net muitas piadinhas da Hebe chegando ao céu e sendo recebida por Dercy com seus chavões  cheio de palavras malignas. Brincadeiras de mau gosto, muito mau gosto. Não tem algo mais sério  do que a morte, porque ela é eterna. Não tem volta para nós que estamos vivos. Fechou os olhos para sempre, abriu ou olhando para Jesus, ou olhando para demônios, num lugar terrível onde há choro e ranger de dentes. 
Por isso, precisamos nos acertar com Deus todos os dias. Rever nossos conceitos. Renovar as nossas mentes e pedir ajuda, mas muita ajuda ao Espírito Santo. Não sei quanto a você, amigo, amiga internauta,  às vezes me sinto insegura quanto a mim mesma, pois lembro das palavras do apóstolo Paulo. Quem está de pé, cuide para que não caia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário