sábado, 2 de junho de 2012

Serpentes e escorpiões

O pastor Antônio Palaroni postou no facebook. Texto objetivo e profundo. Palavras fortes que nos fazem pensar. Palaroni é da igreja Casa da Bênção de Santos.


A face da serpente – Gen.3:4-5 
O engano é uma das armadilhas mais bem elaboradas pelo inimigo no propósito de destruição da vida e da comunhão do homem com Deus. O pior sentimento de perda que temos é aquele acompanhado de engano, esta ação do diabo busca tomar o que conseguimos de bom e de valor sem violência.
É preciso tomar cuidado com propostas que enchem os nossos olhos e aguçam nossa vaidade, sem na verdade sabermos a real intenção por detrás delas. Foi por causa do engano que alguém perdeu a família e quem a amava, o bom emprego por uma proposta irrecusável e até hoje está sem trabalho, perdeu dinheiro e bens em algum negócio que parecia trazer grande vantagem e era uma armadilha. 
Enfim há muitas pessoas desencorajadas hoje, porque como Adão e Eva, foram enganadas pela proposta da serpente, por não conhecerem o propósito dela naquele momento. Cuidado com a aparência meiga de alguém que vive muito próxima a você neste momento em que sua vida espiritual foi renovada no Encontro com o Amor de Deus. O diabo buscará enganá-lo para levá-lo de volta ao mundo.
Escorpiões – Gen.4:3-11 
As principais vitimas dos escorpiões são as pessoas desatentas, desavisadas, aquelas que vivem no mundo da lua, ignorando a presença do diabo. Quando ignoramos a presença do diabo, e ele está em todo lugar, podemos sentir a dor aguda e forte da sua ferroada em nossa alma. Sentimentos do tipo inveja, injustiça, ódio e raiz de amargura não matam na hora, instantaneamente, o processo é lento, porém mortal se não corrermos logo em busca de socorro. 
O diabo assume a forma de escorpião quando estamos em meio de parentes e amigos, entre colegas de trabalho e até em momentos de lazer, não podemos andar no mundo da lua, como se ele não estivesse por ali. Quando você se descuida e é picado pela inveja, orgulho, vaidade, razão própria, rebeldia e ódio provocados por uma atitude de alguém até mesmo sem a intenção de gerar um mal estar, logo começa a morrer se não liberar perdão pela ofensa recebida. Estas coisas tomam nossa vida principalmente quando pensamos que não estão tão próximas de nós. 
A dor profunda da inveja levou Caim a destruir sua própria vida ao matar Abel pelo sucesso que o irmão obtivera nos negócios.



Nenhum comentário:

Postar um comentário