quinta-feira, 10 de maio de 2012

O refúgio secreto



Vivendo na Holanda, durante a Segunda Guerra Mundial, Corrie livrou vários judeus da perseguição nazista e da morte, escondendo-os em um quarto secreto na casa de sua família. Mas pagou um preço altíssimo por isso, foi presa junto com sua irmã e seu pai, e sofreu todo tipo de dor, injustiça e humilhação.

     Impossível não chorar em alguns momentos durante a leitura desse livro. Uma emocionante história ocorrida durante a segunda guerra mundial que nos ensina que precisamos deixar Jesus carregar a carga pesada que dia-a-dia o mundo tenta colocar sobre nós, inclusive a nossa falta de conhecimento temos que confiar a Deus. Muitas vezes, o Pai não nos revela algo importante que vai acontecer para nos proteger. Ele nos espera crescer para nos revelar o motivo do acontecido ou de algo que estava encoberto.
Neste ouro que é este livro ainda tem muito mais lições. Tem renúncia por amor a Jesus... Tem perdão... Vale a pena ler e reler. Eu o li em 2008, vou relê-lo de novo agora em 2012.

Riquezas lindas retiradas do livro:

"O amor é a força mais poderosa do mundo, e, quando é bloqueada, causa dor. Quando isto acontece, podemos fazer duas coisas: podemos destruir o amor para reprimir o sofrimento, e nesse caso, uma parte juntamente de nosso ser é destruída também; ou então, Corrie, podemos pedir a Deus para abrir uma outra estrada para o nosso amor se extravasar. Deus ama Karel - muito mais do que você o ama - e, se você pedir ao Senhor, ele lhe dará desse amor. É um amor que não pode ser frustrado nem destruído. Quando não podemos amar à maneira humana, Corrie, Deus nos dá capacidade de amar de modo perfeito."

" - Algumas coisas são pesadas demais para as crianças. Quando você ficar maior, e mais forte, poderá suportá-las. Hoje, porém, tem que confiar em mim e deixar que eu as carregue para você.
Fiquei satisfeita; mais que satisfeita, fiquei em paz. Havia respostas para esta e todas as outras perguntas difíceis que eu tivesse, mas por agora, eu estava tranquila em entregá-las aos cuidados de meu pai."

"Não é no  nosso perdão, nem na nossa justiça própria, que repousa a sorte do mundo, mas no Senhor. Quando Ele nos ordena que amemos os nosso inimigos, Ele nos dá  juntamente com a ordem o seu amor."

Nenhum comentário:

Postar um comentário