sábado, 18 de fevereiro de 2012

O rei Davi e a idolatria

  
 "E teve Davi desejo, e disse: Quem me dera beber da água da cisterna de Belém, que está junto à porta!
Então aqueles três poderosos romperam pelo arraial dos filisteus, e tiraram água da cisterna de Belém, que está junto à porta, e a tomaram, e a trouxeram a Davi; porém ele não a quis beber, mas derramou-a perante o SENHOR."
  Essa passagem bíblica registrada no livro de Samuel e de Crônicas nos mostra a grandeza do rei Davi. Quando lemos sobre esse homem e estudamos sua história percebemos porque era um homem segundo o coração de Deus. Acho que já disse isso aqui no blog, mas não me importo de ser repetitiva. Davi alcançou os altos lugares, conquistou o coração do Pai de forma escandalosa por causa de atitudes como essa.


   Nessa história percebemos como ele era um homem desprendido das coisas desta vida. Embora desejasse tomar da água do poço de Belém, se recusou a bebê-la e ainda ensinou aos seus soldados que sacríficos a gente só faz para o Pai e não para homens. Em outras palavras, com o seu testemunho, Davi ensinou aos seus súditos que só Deus merece adoração, que só Ele é o Rei Verdadeiro, Rei dos reis. Eles nunca deveriam ter arriscado a vida por Davi. Entendendo isso,  Davi pegou aquela oferta de amor de seus soldados e ofereceu ao Pai.  Davi sabia que por causa daquela atitude, seus soldados poderiam ter morrido nas mãos dos filisteus. Deu exemplo e ainda agradou a Deus.
   Todos nós deveríamos seguir o exemplo desse rei. Ofertas e sacrifícios, só para o Pai, só para o Reino. Honras humanas devem  ser entregues ao Senhor dos senhores. Precisamos fugir da idolatria e lembrar que homens estão sujeitos ao pecado e não podemos colocar a nossa fé neles, como não podemos colocar a nossa fé em imagens de barro, prata, ouro; em fitinhas, em pulseirinhas e outras "feitiçarias evangélicas" que vemos por aí.
    E como Davi devemos ser desprendidos das coisas desta vida. Podemos até desejar as coisas deste mundo, mas devemos saber recusá-las quando chegarem até a nós. Lembremos do apóstolo Paulo, tudo me é lícito, mas em tudo me convém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário